Projeto desenvolvido pelo TRE-MT será apresentado em fórum nacional de Tecnologia da Informação

access_time 6 anos atrás

O Projeto “Gestão de Riscos de TIC”, desenvolvido por dois servidores do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, será apresentado V Fórum de Tecnologia da Informação da Justiça Eleitoral, que terá a participação de representantes de todas as Regionais do país.  Além do projeto desenvolvido pelo TRE-MT, 16 iniciativas, de autoria de outras Regionais, foram selecionadas para serem apresentadas no evento, que está sendo promovido pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta terça e quarta-feira (19 e 20/09), em João Pessoa (PB).

 

Todas os projetos serão avaliados em relação aos seguintes quesitos: viabilidade do trabalho, nível de aplicabilidade para a Justiça Eleitoral, risco do projeto, necessidade de investimento, inovação e impactos econômicos, tecnológico e impacto social. O TSE irá fomentar os projetos que apresentarem as melhores avaliações.

 

O Fórum é uma oportunidade para os participantes buscarem inovações tecnológicas que podem ser objetos de intercâmbio. Trata-se de projetos de TI que seguem padrões mínimos para a manutenção de modelos físico e lógico entre os parques computacionais.

 

“As Regionais de forma colaborativa podem também criar e executar políticas de TI. Podemos ainda compartilhar boas ideias que irão refletir de forma positiva na segurança das Eleições e na confiabilidade do processo eleitoral”, ressaltou o secretário de tecnologia e informação do TRE-MT, Luis Cézar Darienzo Alves. Ele participa do evento juntamente com os coordenadores de soluções coorporativas, Franklaino Soares, e de infra-estrutura computacional, Carlos Henrique Candido, o assessor da STI, Salomão Fortaleza, o chefe da seção de auditoria técnica da Coordenadoria de Controle Interno e Auditoria, Benedito Antonio da Costa, e o juiz de Direito, Lídio Modesto.

O Projeto “Gestão de Riscos de TIC” foi desenvolvido pelos servidores do TRE Carlos Henrique Candido e Benedito Antonio da Costa.

Confira a programação

Nesta terça-feira (19/09) serão apresentados os seguintes projetos:
Solução em nuvem para webconference integrada às aplicações da Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul; Sistema de Mapeamento de Locais de Votação – AELISMaps do Pará; Solução automatizada segura de clonagem, diagnóstico, transferência de arquivos, controle de licenças e inventário de hardware e software para Cartórios Eleitorais da Regional de São Paulo; Instalador de impressoras do Rio Grande do Sul; Patrimônio – Aplicativo para conferência patrimonial de Santa Catarina; Sitebackup do Acre; Gestão de riscos de TIC – Segurança da informação de Mato Grosso; e Solução de integração da tecnologia RFID ao sistema de gestão do patrimônio da Bahia.

Já no dia 20/09 os participantes conhecerão as seguintes iniciativas:  Gestão do Núcleo de Apoio Técnico (NAT) e Unidades Móveis de Suporte (UMS) do Acre; Análise de segurança de aplicações mobile da Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte; Interoperabilidade entre sistemas de comunicação e acompanhamento de informações do Rio Grande do Sul; Monitoramento de locais de votação de Santa Catarina; Práticas DevOps no TRE-RN com Ansible, Docker e Spring Boot para entrega contínua de serviços na nuvem do Rio Grande do Norte; Implementação de uma plataforma de virtualização para os servidores de rede do Rio Grande do Sul; Virtualização de desktops do Paraná; Mitigação de ataques e acessos não autorizados em redes computacionais através de Sistemas de Detecção e Prevenção de Intrusões (IPS) Open Source do Pará; e Gestão de informações da votação a partir do log de urna e do Cadastro Eleitoral do Sergipe.

Jornalista: Andréa Martins Oliveira

content_copyClassificado como