Seplan divulga terceira edição de boletim sobre as finanças do Estado

access_time 6 anos atrás

A Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) divulga, nesta quarta-feira (18.10), a terceira edição do Boletim Mensal de Acompanhamento das Finanças do Estado. A publicação apresenta o quadro conjuntural das finanças de Mato Grosso, considerando a realização do mês de agosto.

Conforme o cenário, a receita tributária estadual foi de R$ 944 milhões. Desse total, a receita com o ICMS representou 81%, o Imposto de Renda correspondeu a 14% e o IPVA 4%. Embora o montante arrecadado esteja dentro da margem prevista para o mês de referência, no acumulado do período houve frustração de mais de R$ 374 milhões.

De janeiro a agosto, a receita tributária totalizou R$ 6,98 bilhões, no entanto, os dados sinalizam frustração de 5% na arrecadação influenciada, principalmente, pelo desempenho do ICMS, que acumula déficit de R$ 306 milhões entre o previsto e o realizado.

Enquanto isso a despesa total liquidada, incluindo os gastos do Poder Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e Tribunal de Contas, totalizou R$ 1,763 bilhão em agosto. No acumulado entre janeiro e agosto, a despesa total liquidada foi de R$ 11,315 bilhões, sinalizando uma economia de 8% em comparação à previsão orçamentária para o período.

Ainda que essa variação possa sugerir uma melhora na gestão dos gastos estaduais, é salientado pela equipe técnica no boletim que ela esteve associada, principalmente, a não concretização dos dispêndios previstos com investimentos e outras despesas correntes, e a liquidação parcial da folha de pagamento de pessoal referente a agosto deste ano no mês subsequente.

Entre os resultados positivos e negativos das receitas e despesas estaduais o documento compreende, ainda, o desempenho dos indicadores de governança fiscal, que trata, em linhas gerais, do acompanhamento e avaliação da capacidade do governo de conduzir a política fiscal.

Nesse sentido, o resultado do indicador de autonomia fiscal sinaliza que os ingressos decorrentes das receitas próprias do Estado abrangeram apenas 58% da receita primária total. Nesse caso, aumenta o grau de dependência de transferências e operações de crédito para que o Estado financie suas ações, situação que requer atenção e é alertada no relatório.

O Boletim de Acompanhamento das Finanças do Estado é divulgado no site da Seplan na segunda quinzena de cada mês. O produto é resultado da Superintendência de Estudo da Despesa e Receita, unidade vinculada à Secretaria Adjunta de Orçamento, e tem como objetivo fornecer à sociedade um cenário que possibilite a análise da política fiscal, por meio do acompanhamento do desempenho das transações do governo.

Clique aqui para ter acesso a todas as edições do Boletim da Seplan.

content_copyClassificado como