Receita Federal apreende grande quantidade de mercadorias em Foz do Iguaçu

access_time 6 anos atrás

A partir de informações obtidas pelo setor de análise de risco da Receita Federal, um grupo de servidores da Aduana e policiais do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) se dirigiram a um hotel da cidade no começo da noite de terça-feira (5) onde, após diligência nas dependências do estabelecimento, realizada no âmbito da Operação Fronteira Integrada, encontraram um quarto abarrotado de mercadorias contrabandeadas de variados tipos.

O acesso ao quarto utilizado como depósito foi possível porque os servidores constataram visualmente que o cômodo não estava sendo usado como dormitório, mas como armazém de contrabando. Embora o registro de hóspede tivesse sido feito no nome de um homem, a suspeita é de que o depósito era utilizado por vários infratores. A utilização de quartos de hotel como depósito de mercadorias ilegais é uma prática antiga dos contrabandistas fortemente combatida pela Receita Federal.

Em pesquisa aos sistemas verificou-se que o registro no hotel estava em nome de um homem de 20 anos reincidente na prática desse mesmo delito. A mercadoria foi avaliada em cerca de R$ 70 mil.

A Operação Fronteira Integrada está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalização atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros. Participam da Operação a Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar do Paraná – BPFRON, Força Nacional de Segurança – FNS e Foztrans – Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu.

content_copyClassificado como