MPMT e PJC firmam parceria para fortalecer localização de desaparecidos

access_time 4 meses atrás

Parceria realizada entre o Ministério Público do Estado de Mato Grosso e a Polícia Judiciária Civil pretende fortalecer as redes municipal e estadual que atuam na localização de desaparecidos e identificação dos encontrados. Equipes das duas instituições vão trabalhar de forma integrada, compartilhando informações e também buscando a melhoria dos serviços públicos.

De acordo com o coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAOP), promotor de Justiça José Mariano de Almeida Neto, bancos de dados aos quais a Polícia Judiciária Civil ainda não tem acesso, e vice-versa, serão compartilhados entre as duas instituições para complementar o trabalho investigatório desenvolvido pelo Núcleo de Desaparecidos.

Nesta quinta-feira (05), durante reunião realizada na sede da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), foi discutida a formalização do trabalho conjunto. O delegado de polícia Anderson Veiga destacou a importância do apoio e parceria do Ministério Público, que reforçará as atividades investigativas no que tange às ocorrências de desaparecimento de pessoas.

PROGRAMA: No ano passado, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso instituiu, por meio do Ato Administrativo nº. 828/2019-PGJ, o Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos – PLID/MPMT, em adesão ao Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos – SINALID do CNMP.

O PLID/MPMT é um programa que tem como objetivo a localização e identificação de pessoas desaparecidas, vítimas de crimes ou não, por meio da coleta de informações, registro em banco de dados e promoção de ações integradas que fomentem a melhoria na busca e identificação de pessoas desaparecidas.

O programa está vinculado, na estrutura organizacional, aos Centros de Apoio Operacional (CAOs), sendo suas atividades desenvolvidas pela sua equipe multidisciplinar, sob supervisão da Coordenação-geral.

content_copyClassificado como