Aula inaugural do Curso de Cidadania e Controle Social acontecerá dia 09

access_time 7 meses atrás

A aula inaugural da 6ª edição do curso de extensão sobre Cidadania e Controle Social, promovido pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), será realizada no próximo dia 9 de maio, às 19 horas, no auditório da Escola Superior de Contas. O vice-presidente do TCE-MT, conselheiro interino Luiz Henrique Lima, abrirá o ciclo de aulas do curso.

Também participarão da aula inaugural a coordenadora de Inovação em Tecnologia Educacional da UFMT, Rosana Abutakka dos Anjos, e a vice-diretora da Escola de Contas do TCE-MT, Esther de Mello Menezes.

A aula inaugural destina-se aos cursistas e tutores do EaD/CCS e está aberta à participação de interessados no tema Cidadania e Controle Social. Haverá certificação de 2 horas para os participantes. A inscrição para a aula inaugural do curso poderá ser feita no local.

O curso de extensão sobre Cidadania e Controle Social, promovido pelo TCE desde 2012, garantiu para esta edição 1.000 vagas para conselheiros de políticas públicas de Mato Grosso e interessados em geral que fizeram a inscrição previamente. As vagas foram distribuídas em 20 turmas de 50 cursistas. O curso tem carga horária de 100 horas/aula e será certificado pela UFMT.

Durante o curso, os participantes serão acompanhados no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), plataforma digital própria do curso, nos fóruns e grupos de redes sociais, por tutores selecionados pela UFMT via edital e supervisionados por servidores pertencentes ao quadro de instrutores internos do TCE-MT. Os tutores foram capacitados especialmente para a tarefa.

Entre os temas a serem abordados no curso estão o funcionamento do Estado, as peças de planejamento e orçamentárias, como PPA e LOA, os instrumentos de fiscalização e a relevância dos conselhos de políticas públicas. O terceiro módulo foi ampliado para reforçar a criação, a composição e o funcionamento dos conselhos, cuja existência é obrigatória, como os conselhos de educação, saúde, assistência social e alimentação escolar.

O Curso de Extensão via EaD insere-se no âmbito do Projeto 2 – Incentivo ao Acesso à Informação e à Consciência Cidadã do Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI), tendo como base o diagnóstico realizado em 2012 pelo Tribunal em parceria com a UFMT, que apontou a necessidade de promover capacitação continuada para os conselheiros dos Conselhos de Políticas Públicas.

content_copyClassificado como